As Horas

Contamos o tempo, marcamos as horas
Em confusas linhas que se espalham
Por vidas que esquecemos.

Anúncios

Comer, rezar e amar

Eu achei que o livro era auto-ajuda e eu não gosto desse estilo. Então também achei que o filme era uma versão tosca, uma comédia romântica, que eu nunca dou risada e nem acho romântica. Agora pense na pessoal COMPLETAMENTE ENGANADA. Oh, filme bonito! Recomendo a todos que estão passando por um momento de DESCOBERTA da própria vida, do jeito de lidar com as coisas, de viver, de querer. Ainda não li o livro, mas pretendo também.

[piada] Mas posso fazer um comentariozinho maldoso? Parece que Julia Roberts aplicou botox nos lábios. A linda mulher tá meio passadinha, Brasil! :P [fim da piada]

A Julia Roberts é uma boa atriz, gosto muito da sua interpretação simples e convincente.

Eu não abro

É um direito comum, inerente (se esta for mesmo a palavra) de eu não querer estar para ninguém. E isso não é a tradução de que eu não quero ninguém, tão pouco o contrário disso. Eu simplesmente quero o meu direito de dizer NÃO. Porque quem foi que disse que liberdade é dizer SIM? Liberdade é dizer NÃO.

Pensei nisso no meu último feriado, porque não quis sair com os amigos, porque não quis viajar, porque não quis ir ao cinema, porque eu não quis nada. E, oras bolas, não há nada de incomum acontecendo comigo – ninguém morreu e eu não morri para ninguém.

Será difícil perceber que além da minha vida que você vê existe outra – e principal – vida que vivo aqui dentro de mim? Eu pareço ser uma pessoa “pra fora”, mas sou muito mais “pra dentro”. Dá pra entender? De qualquer forma ali está uma porta e eu não abro. É a minha escolha.

INERENTE: n adjetivo de dois gêneros 1 que existe como um constitutivo ou uma característica essencial de alguém ou de algoEx.: <função i. ao cargo de subprefeito> <alegria i. às crianças>1.1 Rubrica: lógica.que só existe em relação a um sujeito, a uma maneira de ser que é intrínseca a este

(Do tio Houaiss)

As razões que a própria sacanagem desconhece

Que todo mundo tem um dia de malandro isso é fato. Todo mundo tem um dia que diz que vai ligar e não liga, que sente vontade de pular a cerca, que mente para o chefe que está passando mal, que come mais do que a fome pede e tudo mais. Somos humanos.

Mas então o que leva a pessoa a se fingir de coitado? A manter nos momentos de brigas um ar de coitadinho? De desentendido? De abandonado? Não gosto disso. Prefiro as pessoas que partem pra cima, que brigam com coragem e dignidade, com força, com garra! Que seja por ciúmes, por loucura, por sacanagem e tudo isso junto, mas por favor, meu amor, não dê um passo que me faça acreditar que o máximo da sua maldade é fingir-se de coitado.

Não consigo ter Twitter

Muitos dizem que os blogs estão indo para um buraco escuro e triste devido à chegada do twitter, mas se depender de mim, continuarei firme aqui no lado dos blogs, porque o twitter é muito pouco e eu gosto de espaço. É como transar no carro, até pode ser divertido, mas nada melhor que uma cama gigante para que todo o processo possa ser curtido em paz, com tempo, com espaço. ESPAÇO. Não caibo em 140 caracteres, não formulo frases curtas, não compreendo o TweetDeck, pois ele nada mais é que um tirador de atenção e tal e tal e tal. Entendido estamos? Tenho um twitter, posso passar lá de vez em quando, mas gosto mesmo é daqui.

Mundo perdido (não é sobre Jurassic Park)

Esse mundo está perdido e o meu blog também.Vejamos: são alguns anos de vida blogueira e muitos anos de trabalho pesado-escravo-disfarçado-de-intelectual numa empresa de médio porte e o post mais visitado no meu blog chama-se “Lista dos homens mais bonitos“, tem coisa mais desnecessária? E o blog TODOSANTODIA recebe comentários de meninas indignadas com a lista, porque um tal de Zac Efron deveria estar lá, o cara do Crepúsculo também e, principalmente, o novo galã do mais novo seriado americano.

Mas eu tenho chefe (sou índia mesmo). E enquanto ele está ao lado da minha mesa meu e-mail “pisca” três vezes com a chegada de novos e-mails. O título: “Novo comentário em “Lista dos Homens mais bonitos”. Imaginem a minha cara. Imaginem a cara dele. Pois é.