Comer, rezar e amar

Eu achei que o livro era auto-ajuda e eu não gosto desse estilo. Então também achei que o filme era uma versão tosca, uma comédia romântica, que eu nunca dou risada e nem acho romântica. Agora pense na pessoal COMPLETAMENTE ENGANADA. Oh, filme bonito! Recomendo a todos que estão passando por um momento de DESCOBERTA da própria vida, do jeito de lidar com as coisas, de viver, de querer. Ainda não li o livro, mas pretendo também.

[piada] Mas posso fazer um comentariozinho maldoso? Parece que Julia Roberts aplicou botox nos lábios. A linda mulher tá meio passadinha, Brasil! :P [fim da piada]

A Julia Roberts é uma boa atriz, gosto muito da sua interpretação simples e convincente.

Anúncios

3 comentários sobre “Comer, rezar e amar

  1. Eu acabei de ler o livro e gostei muito. Não é um livro de auto ajuda. E é leve, engraçado na sua maneira de contar as coisas, tem passagens engraçadissimas. Não assisti ao filme, pois quando há um livro e esse é adaptado, prefiro primeiro ler o livro – a versão original – e de vez em quando alugo o filme, e quase sepre me decepciono (com o filme) pois são adaptados de forma a mofidificar o livro (deve ser para obter audiência).
    Amei o livro. Leve, engraçado ao mesmo tempo sério. E se alguém considera auto ajuda, fique certo de que não é.

    abs, Ju

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s