Renato Russo, blues e cinema

Quando eu tinha 16 anos ouvia todas as canções da Legião Urbana. Hoje acho as letras um pouco ‘auto-ajuda’, o qual não gosto muito. Porém, é indiscutível que Renato Russo foi uma figura muito interessante e importante para a música dos anos 80. Uma pena não haver mais bandas de rock nacional com letras interessantes. A última banda que conheço com letras significativas é O Rappa, que surgiu nos anos 90. De lá pra cá somente essas bandas montadas para adolescentes, fracas demais. (Charlie Brow Jr, CPM22, NX Zero e outras mais…). É claro que temos ótimas bandas novas surgindo por aí, mas a referência aqui é o rock-pop nacional.

Eu estava agora mesmo ouvindo as músicas do meu LapTop naquele modo que toca aleatoriamente. E foi então que ouvi um blues com uma voz conhecida. Renato Russo cantando blues? Como assim eu nunca ouvi? Será que tenho tanta música no LapTop ao ponto de não ter ouvido todas ainda? Que distração, Lia!

A música é Boomerang Blues, está no CD Presente e não foge ao estilo melo-dramático do Renato Russo:

Tudo o que você faz
Um dia volta pra você
Tudo o que você faz
Um dia volta pra você
E se você fizer o mal
Com o mal mais tarde você vai ter de viver

Não, eu não gostei dessa letra, mas o som!!!! Ah, o som!!! Contagiante como todo e velho blues deve ser. Pesquisei no You Tube e não encontrei a canção com o Renato Russo, mas tem uma boa na voz do Paulo Ricardo (ele é brega, mas é legal e um gato! Rs):

Bem, já comentei do Renato Russo, da música e agora direi sobre o cinema: vocês sabiam que existe um projeto para o filme Faroeste Caboclo? Sim, sim! A história de João de Santo Cristo. Legal! Se feito por pessoas bacanas será um belo filme. Porém, a idéia do filme existe desde 2006, mas há um processo judicial envolvendo a gravadora e familiares que impede o uso das músicas da Legião Urbana…uma pena.

Anúncios

11 comentários sobre “Renato Russo, blues e cinema

  1. Olá Lia

    Eu nunca fui fã de Legião Urbana. Nos anos 90, quando eu era um adolescente, comecei a conhecer por influência dos mais e também para tentar me ingressar no mundo adulto. Como eu estudava música, meu conceito era muito divergente da maioria das pessoas: Fracos musicalmente e com letras demais abstratas e particulares, com algumas excessões. Tão fracos que qualquer aspirante a guitarristas pode tocar uma música do legião após uma ou duas semanas de aulas. Mas mesmo assim, gosto de algumas músicas como Tempo perdido, Índios, Teatro dos Vampiros, Vento no litoral etç.

    Fora do Legião, o Renato Russo era um grande músico. Isso fica bem claro no CD Equilíbrio distante. Uma musicalidade invejável, bem complexa e harmoniosa. Os outros trabalhos solo também mostram isso.

    Do Paulo Ricardo, gosto muito, mesmo sendo brega. Ele tem uma voz bem bacana, rouca, que nos dá a impressão de que irá desfinar a qualquer momento, mas não. Ele é muito bom, no rock e nas baladas.

    Já o filme é uma roleta russa. Tenho a opinião de que alguns livros nunca deveriam ter virado filme, pois ficam demasiados simplistas e as vezes perdem a essência. Adptação é uma arte para poucos. E até mesmo os grandes diretores como Spilberg, Coppola e Geroge Lucas já macularam suas carreiras com adpatações arriscadas. (Drácula de Bran Stoker, do Coppola, por exemplo). Agora, fazer de uma música um longa metragem… Nunca vi isso. E pode ficar tão bom quanto tão ruim. É um risco, mas que vale a pena correr. Tomara que as batalhas judicias terminem e que o filme saia.

    um abraço a ti

    Obrigado pela visita

  2. Muito interessante o post Lia! Algumas coisas que voce falou aqui eu não sabia. Também não conhecia a musica. Eu sempre gostei do Renato Russo, mas não gostava de todas as musicas do Legião. E’ uma pena hoje em dia não termos mais bandas que façam letras que façam a juventude pensar.
    Um abraço e boa semana.
    Eliara.

  3. Lia, gostei muito dessa ideia do filme. Tomara que alguem interessante faça mesmo. E que nao seja apenas uma narração, uma auto imagem da musica..que saiba passar em imagens mais sentido da musica. mais “viajem”. rs

    E quanto as bandas de rock nacionais, não dão em nada. Rock agora é para “emo”.

    (mil significados)

    beijos

  4. PÔ lia, tu é minha contemporânea…..
    amo Renato..hum da uma saudade doa anos 80;;;;;;;;;;;;;;;

    OLHA CHEGUEI………..

    ESPALHA A NOTÍCIA, heheheheh

  5. Interessante! Tava ouvindo Legião ainda ontem, o que é uma coincidência bacana (: A voz do Renato Russo também povoou muito de minha infância, lembro que para não se sentir por fora você tinha que decorar Faroeste Caboclo e ainda levar a letra de Eduardo e Mônica à tira colo.

    Já Vento no Litoral é a que realmente me marcou – primeiro namoro, e tal – e, não duvido, o restante das músicas deles é marcante para muita gente, uma em cada momento. o engraçado é que eu não ouço Legião Urbana, não diria que é meu som favorito, mas toda vez que pego alguém falando ou ouvindo, a sensação de saudade é tão grande e invasora que dá vontade de chorar…

    Anyway. Um filme de Faroeste Caboclo seria realmente incrível! Estaria eu lá na estréia (:

    Em tempo: já ouvi comparações de Renato Russo com as novas letras e melodias de Marcelo Camelo, o vocalista dos Los Hermanos. Talvez a comparação esteja na barba grande, na voz introspectiva, na demagogia e na quase chatice. Eu gosto de Camelo (= Recomendo o cd Sou-Nós, é realmente uma delicinha!

    Beijos =*

  6. Olá. Também fui dessa fase. Gostava demais do Legião, embora nunca tenha comprado um disco deles. Não precisava, ouvia na casa dos amigos, na rádio em todo lugar. Gostar de Faroeste Caboclo era quase que um desafio. Quem sabia a letra toda era o máximo. Legião Urbana também lembra acampamento na praia. Era imprescindível saber alguma música para não passar vergonha, eheheheh. Muito bom.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s