Um dia de cão

Acordei muito atrasada para o trabalho. No meio do caminho fui ultrapassar um taxista lento demais e acabei danificando a roda do meu carro: passei por um buraco muito grande e fundo. Estourou o pneu. Olhei para o relógio, já era. Atrasou tudo. Liguei para a Seguradora. (Vocês, mulheres e homem não-brutos sabem que a maioria das seguradoras disponibilizam uma pessoa para trocar o pneu do carro? É, pois é!).

A mulher da Seguradora: “Em que posso ajudá-la, senhora?”

Eu: “Eu preciso de uma pessoa para trocar o pneu do carro, eu passei num buraco e ele furou”

A mulher da Seguradora: “você colidiu o carro, senhora?”

Eu: “Não, querida, apenas passei num buraco fundo demais” (pensei: Que saco)

A mulher da Seguradora: “Ok, vou registar o sinistro para que o guincho leve seu carro para vistoria”

Eu: “Mas, moça, é só o pneu. Furar o pneu é sinistro?

A mulher da Seguradora: “Sim, senhora”

Depois ela fez mais perguntas. Eu fiz outras a ela inclusive sobre se isto tudo teria algum custo para mim. Ela disse que não. Nisso passou um senhor bondoso disposto a trocar o pneu do meu carro, eu agradeci, mas disse também que o rapaz do Seguro chegaria logo.

Dali 20 minutos chegou o caminhão-guincho. Um rapaz desse do caminhão e pergunta: “como foi a colisão, senhora?”

Eu “Não, querido, não houve colisão, eu apenas passei num buraco fundo demais e furou o pneu” (pensei: caralho!!!)

Ele “Só isso”

Eu: “Sim, e não me pergunte o que você faz aqui porque eu só pedi alguém pra trocar o pneu”

Ele: “Ok, vamos levar seu carro até a seguradora para fazer vistoria?

Eu: “Viiiistoooriiiaaa????”

Ele: “Para confirmar se realmente foi apenas o pneu que estragou, se não há algum estrago maior”

Eu: “ok”

Nisso já havia passado 1 hora.

Chegando na Seguradora haviam 2 rapazes me atendendo.

O primeiro disse “Como foi a colisão, senhora”

Eu: (sem acreditar na perguntar) “Eu-não-colidi-apenas-passei-num-buraco-e-furou-o-pneu” (pensei: vai tomar no cú!)

Ele “Somente isso?”

Eu “Pois é. Eu expliquei para a moça do telefone 0800 mas ela não me deu muita atenção”

Ele: “ok, vou lá vistoriar o carro. Sente-se aqui por favor e aguarde a pessoa para fazer o registro no computador”

Chegou o novo rapaz após uns 15 minutos e fez a célebre pergunta:

“Como a senhora bateu o carro”

Eu: (puta da vida) EEEeuuu nããooo bati o carro! apenaaass passei num buuuraacoooo e furooouu o pneuuuu!  Só preciso que alguém troque o pneu, pode ser? São 9 horas, eu preciso ir trabalhaaaar!!!!! (Pensei: Puta que pariu, vão se fuder, cambado de burro!!!)

Dali 5 minutos levaram meu carro para a oficina e trocaram o pneu.

Onde eu estou querendo chegar com isso? Só para dizer que as vezes a vida da gente parece toda errada e confusa, mas mesmo nesses momentos podemos, ao menos, nos sentir personagem humorístico:

A definição de ‘sinistro’ no dicionário:

do Lat. sinistru

adj.,

esquerdo;
de mau agouro;
funesto;
temível;
ameaçador;

s. m.,

desastre;
grande prejuízo material.
Anúncios

2 comentários sobre “Um dia de cão

  1. Haahahahahha!!

    [Muitos risos…]

    Lia , vc é um barato!

    Eu: (puta da vida) EEEeuuu nããooo bati o carro! apenaaass passei num buuuraacoooo e furooouu o pneuuuu! Só preciso que alguém troque o pneu, pode ser? São 9 horas, eu preciso ir trabalhaaaar!!!!! (Pensei: Puta que pariu, vão se fuder, cambado de burro!!!)

    É A MINHA CARA! RSRSRSRSRRSRSR!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s