Eleições 2006 – para refletir

O texto abaixo recebi por e-mail, não sei quem é o autor. Caso alguém saiba, por favor me avise.

É para refletir. Fica valendo a frase do blog Valeriana: “eu voto em quem eu quiser!”

Brasileiro sempre teve mania de reclamar dos seus governantes. Reclamava dos administradores das Sesmarias e das Capitanias Hereditárias; dos governadores gerais e dos imperadores. Reclamava dos presidentes da Velha República e da República Velha, dos militares, de Sarney, de Collor, de Itamar, de FHC, de Lula… Não reclamaram de Tancredo Neves porque morreu antes da posse! No próximo ano, vamos ter novo presidente, novo governador, outros deputados…Ou os mesmos! Mas o povo vai continuar a reclamar. Sabe por quê? Porque o problema não está nos deputados, senadores, presidente, governador, prefeito, funcionário… O problema está naquele que reclama: você e eu; nós! O problema está no brasileiro. Afinal, o que se poderia esperar de um povo que sempre dá um jeitinho? Um povo que valoriza o esperto e não o sábio? Um povo que aplaude o vencedor do Big Brother, mas não sabe o nome de um escritor brasileiro? Um povo que admira o pobre que fica rico da noite para o dia? Ri quando consegue puxar tv a cabo do vizinho? Sonega tudo o que pode e, quando pode, sonega até o que não pode!? O que esperar de um povo que não sabe o que é pontualidade? Joga lixo na rua e reclama pela sujeira? O que esperar de um povo que não valoriza a leitura?O que esperar de um povo que finge dormir quando um idoso entra no ônibus? Prioriza o carro ao pedestre? O que dizer de um povo que elege Malufes?… O problema do Brasil não são os políticos; são os brasileiros! Os políticos não se elegeram; fomos nós que votamos neles. Político não faz concurso, ganha votos: o seu e o meu! Pense nisso! A política apenas reflete a sociedade, se a sociedade está sem Ética, no jeitinho, na lei de Gerson, natural que a política também esteja. Quando a  sociedade mudar sua forma de ser, de agir, ou seja o indivíduo que forma essa sociedade mudar, deixando o falso moralismo de lado é aí que talvez a política mudará.A ética é uma característica inerente a toda ação humana. Todo homem possui um senso ético uma espécie de “consciência moral”avaliando constantemente e julgando suas ações. Você é Politicamente ético? Sonega Impostos? Compra ou Vende mercadorias sem NOTA FISCAL? Sustou ou emitiu algum CHEQUE sem FUNDOS? Fez uma “FEZINHA” no Jogo de Bichos? Emprestou dinheiro a Juros? Tira FOTOCÓPIA (xerox) de Livros sem autorização do Autor ou editor? Escriturou BENS IMÓVEIS pelo valor realmente comprado? Compra produtos PIRATEADOS e/ou CONTRABANDEADOSANIMAIS, tipo CD e DVD? Fica com o troco a mais, ri de quem paga o valor devido? Joga lixo na rua?Se você respondeu SIM a algumas dessas “bobagens”, cometeu algum CRIME/CONTRAVENÇÃO previsto
em nosso CÓDIGO PENAL com pena(s) de PRISÃO e MULTA, com que MORAL e com que ÉTICA podemos falar mal dos nossos políticos? Quer mudar o Brasil, comece a mudar o seu mundinho, pára de burlar as leis, esqueça a maldita lei de Gerson, para de comprar CD pirata, lembre-se, se você fuma, que moral você tem para proibir seu filho de fumar? Não deixe que a mídia forme a sua opinião, comece a filtrar e questionar as informações que chegam até você.
 

Anúncios

4 comentários sobre “Eleições 2006 – para refletir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s